Você se considera um Artista?

» Posted by on 25/abr/2014 in Arteterapia | 0 comments

Paira entre nós certa curiosidade a respeito do ser artista. Pessoas esquisitas para alguns, extravagantes e estranhas para outros, seres dotados de um dom especial ou malucos desmiolados?
Muitos já se perguntaram o que torna alguém um artista.  Alguns até já tentaram com a ponta da caneta escrever alguns versos ou com a ponta de um pincel arriscar algum efeito especial sobre uma tela ou papel que seja sem atingir suas conquistas.
Podemos encostar nosso dedo no botão de uma câmera fotográfica e registrar alguns momentos no tempo, porém o que nos tornaria um fotógrafo de arte?

Artista é todo aquele que consegue encostar o dedo na própria alma e extrair daí o sumo de sua essência. É aquele que consegue ampliar o grau da lente de seus olhos para enxergar no ordinário cotidiano o extraordinário que se esconde por trás das banalidades.
Ao falar deste ser atraente e misterioso falo de todo aquele que consegue transcender a lógica racional das nossas mentes e que se aventura pelos mistérios que vão além da matéria. Falo daquele olhar que vai além dos limites da mesmice corriqueira. Falo daquele que consegue ouvir por trás das palavras, daquele que descobre o belo no feio, o perfeito no imperfeito, o sabor no amargo, a luz na sombra ou o prazer na dor.
Falo daquele que consegue ampliar seus pensamentos e perceber que nem sempre dois mais dois são quatro. list of sites Falo daquele que carrega em si uma alma criativa e permissiva.

Mas afinal, o que é Alma de Artista?
Gente, alma de artista é o princípio vital de todo aquele que enxerga, escuta e cheira com a força da sua emoção. Aquele que cria assim como respira porque sabe que se parar de dar existência as suas emoções morrerá. Aquele que do nada tira o tudo, que inventa e renova a cada segundo do seu viver.
Para ser um artista de verdade não se faz necessário o dom do fazer em si, mas o dom da coragem em arriscar e ousar.
O bom executor é o bom técnico de arte, é aquele que faz o que faz com categoria e conhecimento do que faz e obviamente não os desmereço como já disse são excelentes técnicos da arte do fazer. Mas para se consagrar um artista de verdade isso não basta e às vezes até atrapalha. Para isso há que se arriscar o que significa permitir-se errar, entender que nem mesmo os deuses eram perfeitos e que eles encaravam suas dificuldades com a mesma naturalidade com que encaravam suas honras e glórias. Arriscar representa ousar, acreditar que é nos acasos onde paira o inédito, no incomum e não no conforto da mesmice e do já conhecido.

O artista vive naturalmente em cada um de nós, todos nós nascemos com este merecimento e dotados de uma carga criativa, porém para se tornar um “Artista” precisamos ir além desta dádiva e isto é privilégio daqueles poucos que buscam a si mesmos e quando se descobrem honram sua verdadeira identidade sem se perderem pela tentação dos modismos e das modulações.
O verdadeiro Artista amplia seu olhar e percebe na simplicidade das coisas a grandiosidade da unicidade de cada ser, de cada ideia, de cada gesto.

O verdadeiro Artista entende a lei do Uno no Todo e o Todo no Um. Ele simplesmente “É” e respeita o “Ser” de cada um. Agora que você já entendeu o que significa ser um artista te pergunto: Você se considera um deles? Seja sincero, se a resposta for negativa, então é a sua vez de se perguntar o que pode fazer para se tornar um “Artista”. É o momento certo para você despertar o artista que existe dentro de você e sair por aí desenhando seu mundo com a liberdade e os traços da sua personalidade que só a você pertence.

Postado por Yara Mylene Ures

 

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>