Psicologia Transpessoal

Uma ciência holística e transdisciplinar que aborda o Ser em sua totalidade.

A Psicologia Transpessoal  foi considerada por Abraham Maslow (1908-1970) como sendo a “quarta força da psicologia” seguida da Psicanalise, Comportamentalismo e Humanismo. Tem como tema fundamental de pesquisa a Consciência, pressupondo que o ser humano possui diversos níveis de Consciência, através dos quais se dão o desenvolvimento da personalidade. Entende que a nossa forma de perceber a realidade (os outros, a vida, os conceitos e tudo quanto nos rodeia) depende exclusivamente do nosso estado de Consciência.

Maslow dizia que o ser humano necessitava transcender sua psique conectando-se a outras realidades, ou seja, ir além de si mesmo a fim de compreender sua existência e contribuir para com o seu desenvolvimento pessoal.

Tal qual a Naturologia, trata-se de uma ciência holística e transdisciplinar que aborda o Ser em sua totalidade e ao invés de observá-lo em suas partes separadas, acredita que “O todo é mais que o conjunto das partes separadas”.

Assim a Transpessoal se dedica a compreender os diferentes estados de Consciência, da Consciência de Vigília á Consciência Cósmica, observando suas manifestações por meio de um sistema bio-psíquico-espiritual conhecido como sistema dos Chakras e Corpos Sutis ou Campo energético do Ser.

Acredita que pelo uso dos cinco sentidos, despertados através da aplicação de diversas dinâmicas transpessoais, o homem possa atingir diferentes estados de consciência e entrar em contato com dimensões mais elevadas.

Não pode ser considerada como magia, sequer como religião. Trata-se apenas de uma ciência séria que visa compreender o Ser no universo e o Ser como parte do mesmo, através de sua transdiciplinaridade e o estudo da Consciência. Assim a Psicologia Transpessoal aborda o ego como o fazem as outras escolas no universo da psicologia, mas vai ainda além do ego ou da pessoa (trans-pessoal).